quarta-feira, 15 de julho de 2009

"Eu acho que piorei!"

Boa noite pessoas!
Ontem durante minha aula de samba de gafieira, foi levantado o assunto sobre piorar na técnica de dança.
Um de meus colegas, um praticante assíduo das aulas e bailes (pelo menos um por semana, creio eu), alegou que estava sentindo que sua dança estava piorando. Mas, será que realmente pioramos?
Segundo o professor, não. O aluno em questão estaria apenas passando por um momento de estagnação.

Segundo a Wikipedia: Estagnação - 2. Ausência de progresso.

Ao escutar aquilo, ainda que eu ache que podemos piorar sim, falei que tinha passado por momentos como esse, de estagnação. E de fato passei. O sentimento não é dos melhores, sabe... Você não conseguir executar um ou outro movimento e não ter tempo hábil para praticar até conseguir, causa um pouco de frustração! Mas, como bom apaixonado pela dança que sou (além de ser brasileiro), não desisto nunca!

Dessa forma, a meu companheiro de sala e a todas as pessoas, fica um pedido: não desistam! Cada um tem seus objetivos com a dança (diversão, terapia, profissional etc) e portanto devem ter níveis de exigência diferentes. E mesmo com as diferentes exigências, todos podem sempre continuar evoluindo! =)
'Quanto mais eu trabalho, mais sorte eu tenho'. - Tiger Woods
'Quanto mais eu pratico, mais sorte com passos novos eu tenho' - Sou mais dançar!

Um comentário:

  1. Jayme Habie16/07/2009 07:40

    Grande Vic...

    Lembro muito bem desse debate na aula, na verdade acho que todos passamos por isso, e não só na dança, estamos sempre nos cobrando cada vez mais, e as vezes não percebemos que estamos evoluindo, mesmo que pouco, isso é primeiro ponto.
    Mas também acho que a dança tem muito haver com o que estamos vivendo, com o nosso estado de espírito.Dança tem técnica (que é muito importante) mas esta longe de ser uma ciência exata, podemos ter um dia péssimo mas chegar na escola deixar tudo de lado curtir a aula e ter um aproveitamento maravilhoso, ou deixar aquele peso do dia tornar a aula massante e improdutiva, enfim depende como encarar as coisas, é bem individual.
    Na verdade tudo que escrevi e só pra ratificar o que você já disse, NUNCA DESISTA, até porque temos muito a aprender(tive a certeza disso no Workshop do Érico e Rachel..rs). Mais importante que aprender passos, técnica... é você se encontrar, mostrar através da dança a pessoa que você é, nesse momento tenho a certeza que sentirá realizado na dança!
    Um grande abraço meu amigo Xambista!!!

    ResponderExcluir

Muito obrigado por ser uma pessoa ativa em nossa comunidade. Tenha certeza que sua participação faz diferença para nós.